"A obra de Eve Ferretti desconstrói a lógica, embaralha o sentido e ganha o leitor com muito humor (macabro ou não), como faz o nonsense, em todos os seus modos de expressão. Em sua narrativas, Eve cria um jogo entre texto e ilustração, lembrando o procedimento do pintor, desenhista e escritor inglês Edward Lear, um dos pais da literatura nonsense vitoriana, junto com seu conterrâneo e contemporâneo Lewis Carroll. Na ficção de Lear, praticamente toda ela acompanhada de ilustração do próprio autor, o texto e a imagem muitas vezes contradizem , mas a ilustração pode também informar muito mais do que o texto, como também podemos observar na obra da autora curitibana."

 

Dirce Waltrick do Amarante é professora da UFSC, tradutora, escritora e ensaísta.  

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle